Sobre

Um Mundo sem Governo

No paraíso não há países porque não há fronteiras. Não há cadeias, porque não há polícia. Não há políticos porque não há governo. Um ser humano não pode ser feito um escravo, um objeto, ou ser transformado numa ovelha. É um crime contra a humanidade.
Um ser humano não pode ser governado por outro, se não ele próprio. O ser humano é o comandante da sua própria vida, o criador do seu próprio destino.
A capacidade de nos organizarmos numa sociedade harmoniosa não vem da existência de governo. De facto, a História está bem recheada de relações intensamente conflituosas entre as pessoas e o seu governo.
Os seres humanos aspiram a ser livres e é seu instinto natural se revoltarem contra qualquer forma de autoridade que os tentar controlar e formatar.
Para que seja mantida a harmonia e a coesão da sociedade, será necessário abandonar a ideia da subjugação das pessoas. Nenhuma autoridade poderá tirar a alguém a responsabilidade de decidir por si próprio e sofrer as consequências das suas decisões.


AS SOCIEDADES ANIMAIS FUNCIONAM SEM GOVERNO

Enormes sociedades no reino animal funcionam perfeitamente sem governo.

Na sociedade das formigas existe uma rainha mas não tem nenhum poder. Foi-lhe dado o nome errado. A sua única função é pôr ovos o dia todo. Não há luta pelo poder na sociedade das formigas porque não existe posição de poder. Não há governo, lei, ou polícia. Todos operam livremente. Este é um exemplo maravilhoso de cooperação. Quando uma formiga carrega algo pesado para o ninho, outras logo aparecem para ajudar. Enquanto mantêm a sua liberdade para se mover em volta e fazer o que querem, elas contribuem livremente para o bem estar da sociedade e beneficiam da comunidade sem comprometerem a sua liberdade individual.
Está na natureza das formigas querer cooperar e ajudar as outras formigas. Elas apenas seguem os seus instintos naturais. Não precisam de governo nem leis para as regular a fazer o que é necessário. Não têm nada mais que a Lei Natural, a Lei que é determinada pela Natureza e que regula a vida de todos os seres vivos.

Também é suposto os seres humanos viverem livremente em sociedade. Por isso têm esta inclinação natural para cooperarem, cuidarem uns dos outros, amarem e serem amados. Quando são precisos trabalham voluntariamente em conjunto. O trabalho não será feito de uma forma caótica e desorganizada, mas debaixo da liderança daqueles que surgirem para a ocasião.
Os líderes lideram sem qualquer autoridade ou poder sobre as pessoas. Serão reconhecidos pelo seu valor como guias e serão capazes de inspirar outros a participarem livremente.

Quando há um governo ou uma autoridade no comando, eles precisam de impor as suas decisões às pessoas, o que fará com que tentem transformá-las em ovelhas obedientes.
Um governo necessita de uma estrutura de poder, um exército, polícia, pois não consegue operar sem coerção e implementa mais e mais leis para exercer mais e mais controlo sobre as pessoas.

Numa sociedade paraisista existe uma liderança mas sem estrutura de poder... porque não há nada para fazer cumprir. Tudo é feito de forma voluntária.
Quando há autoridade e poder, há atrito e resistência. É tirada a responsabilidade às pessoas e impede-as de funcionar segundo a Lei Natural. Como resultado, mais caos é criado e instalado.




Um Mundo sem Trabalho
Um Mundo sem Dinheiro
Um Mundo sem Governo
Sustentabilidade Mundial
Um Mundo sem Doenças
O Paraíso na Terra

News Articles

  • Novembro 21, 2012
    Michio Kaku explica como a impossibilidade de produzir em abundância levou todas as utopias ao falhanço total. O replicador, a máquina final que conseguirá criar qualquer objeto, átomo por átomo, está finalmente prestes a mudar essa realidade.
  • Novembro 3, 2012
    Não estamos feitos para sermos agressivos e egoístas. Na verdade estamos feitos para sentirmos empatia uns pelos outros. Somos seres sociáveis procurando se adaptar, amar e ser amados.

Notícias para 2017

SegTerQuaQuiSexSábDom
 1234
567891011
12131415161718
19202122232425
2627282930